Câmara rejeita investigação contra empresa ‘Mauá Luz’

Continua após a publicidade
blank
Câmara de Mauá rejeita investigação contra empresa. (Foto: divulgação).

Nesta terça-feira (27), a Câmara de Mauá rejeitou a criação de uma CEI (Comissão Especial de Inquérito), para investigar a empresa que fornece energia pública para a cidade, ‘Mauá Luz‘.

O vereador autor da iniciativa Sargento Simões (Podemos), afirma no texto o plano que a comissão duraria 90 dias. Além disso, o político escreve no documento que a empresa não cumpre com as normas contratuais desde a gestão de Atila Jacomussi (PSB).

“Desde a gestão passada, há notícias que o serviço de iluminação pública está deficiente. Com inúmeros casos de vias às escuras e o número de lâmpadas insuficiente e em quantidade inferior à prevista contratualmente”; defende o texto.

Por fim, somente os vereadores Wiverson Santana (PL); Admir Jacomussi (Patriota); Madeira (Patriota); Mazinho (Patriota); Márcio Araújo (PSD); Ricardinho da Enfermagem (PSB) e o criador da propositura, Sargento Simões (Podemos) votaram a favor do item. Por outro lado, os 16 parlamentares restantes, rejeitaram a investigação.

Nossa equipe procurou a ‘Mauá Luz’ para dar uma versão sobre os fatos. Mas, até a publicação desta matéria, a empresa não retornou nossa tentativa de contato.

Comissão da Suzantur

A Câmara criou em fevereiro deste ano, uma comissão semelhante para investigar a empresa responsável pelos transportes coletivos na cidade, Suzantur.

De acordo com fala do vereador que tomou a iniciativa, Mazinho (Patriota) na época, diversos fatores passarão por investigação. Dessa forma, a empresa terá que comprovar a fidelidade ao contrato firmado com a prefeitura.

“Queremos buscar todas as informações, em especial interrupção nas linhas de ônibus; o grande tempo de espera dos moradores para a condução e diversas outras falhas”, disse.

Deixe seu comentário