Famílias de Mauá são prejudicadas pelos altos preços da cesta básica

Continua após a publicidade
blank

Pela primeira vez na história, a cesta básica ultrapassou a marca dos R$800,00 na região do Grande ABC. De acordo com o Centro Regional de Abastecimento Integrado, o preço médio da cesta básica para setembro é de R$801,11. Os números representam uma alta de 6,24%, que equivale a uma variação de R$47,02 a mais em comparação com o mês anterior.

Os dados originam-se de uma pesquisa realizada pelo CRAISA semanalmente, que acompanha o preço de 34 produtos essenciais, sendo estes alimentícios, de higiene pessoal e limpeza. O preço é coletado dos principais supermercados das cidades de Ribeirão Pires, Mauá, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Diadema. Além disso, a pesquisa baseia-se no consumo de uma família média, composta por dois adultos e duas crianças, em um período de 30 dias.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A moradora de Mauá e professora, Maria de Fátima de 58 anos, tem uma família de oito pessoas e diz que a dificuldade aumenta dia após dia. “O aumento da cesta básica está prejudicando pois estamos tendo que comprar menos variedades de alimentos, menos carne, legumes, frutas… Pois está tudo muito caro e a renda não aumentou, então está sendo o suficiente somente para o básico. O que anda dificultando no dia a dia”, reclama.

Os mais caros

As principais altas nos preços vêm do arroz, com variação de 24,21%, o macarrão espaguete, que subiu 20,21%, e o óleo de soja, que é o produto com maior elevação no mês, com 30,44%. Em contrapartida, o feijão carioca e a cebola foram os itens com maior queda para o mês de setembro, com 5,84% e 6,81%, respectivamente.

A cesta básica ultrapassou a marca dos R$800,00 na região do Grande ABC (foto: reprodução)

Em comparação com os preços dos produtos para o mesmo período do ano passado, a cesta básica no Grande ABC teve elevação de 29,27%, com variação de R$181,38. O valor que atualmente ultrapassa os R$800, fechou o mês de setembro de 2019 em R$619,73. Os produtos que mais encareceram foram: o arroz 5kg, óleo de soja, o feijão carioca e o tomate.

A média anual da cesta básica para a região em 2020 é de R$722,51, enquanto em 2019 foi de R$629,46.

Deixe seu comentário