Candidatos homologados à prefeitura de Mauá em 2020; veja a lista

Continua após a publicidade
blank

Em todo o país, os partidos têm até a quarta-feira (16), para homologar os candidatos aos cargos políticos, para as eleições municipais deste ano. Dessa forma, diversos partidos de Mauá realizaram convenções nos últimos dias. Assim, a intenção é anunciar oficialmente, os postulantes aos cargos públicos.

Amanda Bispo

Amanda Bispo, é coordenadora da Casa de Referência para Mulher Helenira Preta, bem como, do Movimento de Mulheres Olga Benário. De acordo com ela, a ‘luta contra a realidade de violência e de opressão que as  mulheres vivem em nossa sociedade’ e as causas sociais, serão priorizadas em sua gestão. O partido político de Amanda é o Unidade Popular (UP).

André Sapanos

Já André Sapanos, é ativista na política regional e professor de história. Ele diz que tem o desejo de trazer algo novo após a crise política vivida em Mauá. Do mesmo modo, o discurso de sua sigla, (Partido Socialismo e Liberdade, o PSOL), defende o fim da corrupção no município. Em 2018, André se candidatou para deputado estadual. No entanto, não teve sucesso.

Atila Jacomussi

Com o objetivo de se reeleger, Atila Jacomussi entra pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB). Além disso, o político anunciou seu candidato a vice, nesta terça-feira (08). O socialista, argumenta que os munícipes estão cansados do domínio das famílias tradicionais na cidade, assim, ele deseja mudar isso.

Donisete Braga

Donisete Braga, já foi prefeito de Mauá entre os anos de 2012 e 2016. O político que era aliado ao PT, agora está com o PDT (Partido Democrático Trabalhista). Donisete, diz que sempre dedicou atenção à saúde; educação; habitação; segurança; trabalho e renda; meio ambiente e cultura.

José Lourencini

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), lança José Lourencini para postulante ao Paço. José, é proprietário da rede de supermercados Lourencini – muito popular na cidade. De acordo com ele, tentou se eleger em duas outras oportunidades: em 1982 e 1986. No entanto, não recebeu votação suficiente para assumir o cargo. Por outro lado, ele alega que deseja melhorar a infraestrutura da cidade, especialmente no que se refere ao abastecimento de água.

Juiz João Veríssimo

O Partido Social Democrático (PSD), anunciou o Juiz João Veríssimo, como candidato ao Paço. João, afirma que sonha com “um futuro sem escândalos de corrupção e que melhore a vida do povo”. Veríssimo, é juiz aposentado e já chegou a atuar no Fórum de Mauá.

Marcelo Oliveira

Marcelo Oliveira (PT), atualmente, é vereador de Mauá. O político, já está em seu terceiro mandato no Legislativo e chegou a ser presidente da Casa. Marcelo, diz que quer aumentar as políticas públicas para gerações de emprego e de renda.

Mauro Roman

Mauro Roman, tenta se eleger pelo PRTB (Partido Renovador Trabalhista Brasileiro). Ainda mais, ele conta que é policial federal veterano e bacharel em direito. Bem como, psicólogo e ex-funcionário concursado do Banco do Brasil. Uma de suas propostas, é ‘combater a corrupção instalada na cidade’.

Professor Betinho

A princípio, Professor Betinho foi eleito vereador de Mauá pelo DC (Democracia Cristã). Mas, migrou para o PSL (Partido Social Liberal) no início do ano, durante a janela partidária. Nesse sentido, o parlamentar vai tentar a cadeira máxima na prefeitura, pela sigla. De acordo com Betinho, seus mais de 25 anos de experiência no ensino público, serão cruciais para uma ‘nova forma de governo no município’. Ele, é graduado em Educação Física e Pedagogia.

Ronaldo Pedrosa

O Partido Progressista (PP), já homologou a pré-candidatura de Ronaldo Pedrosa. Segundo o político, sua meta é dar voz a toda a sociedade e dessa forma, construir pontes para ir em direção a um futuro melhor e próspero. Além disso, o empresário declara que quer tirar projetos do papel, para ‘fazer a cidade crescer’.

Tchello Pierro

O hematologista Tchello Pierro, está confirmado como candidato à prefeito pelo DEM (Democratas). Tchello, acredita que sua experiência em vários setores da saúde, juntamente com boa vontade política, serão cruciais para a melhoria da cidade.

Vanessa Damo

Vanessa Damo, já atuou como deputada estadual em São Paulo e terceira secretária da mesa diretora da Assembléia Legislativa de São Paulo. Além disso, ela diz que “o importante é realizar ações que mudam para melhor a vida de todos”. Vanessa, se candidata pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB).

Ainda não confirmaram posição

Doutor Hildon

De acordo com o médico José Hildon, o Dr. Hildon, a intenção é se distanciar da polarização que tem permeado os últimos pleitos. E com isso, buscar o eleitor que esteja em “dúvida” na hora de escolher o seu candidato. Com o plano de oferecer algo ‘diferente’ do que aconteceu na cidade nos últimos tempos, Hildon provavelmente vai se candidatar pelo PTC (Partido Trabalhista Cristão).

Paulo Bio

Do mesmo modo, Paulo Bio, do Partido Verde (PV) ainda não confirmou candidatura. No entanto, desde o início do ano, fala sobre avanços que são possíveis em Mauá. Como por exemplo, na oportunidade em que o empresário declarou que vê o município como “um interior no meio da metrópole com espaço para desenvolvimento econômico.”

Datas das eleições

Contudo, as eleições devem acontecer na cidade no dia 15. Do mesmo modo, o segundo turno está previsto para o dia 29. A Justiça Eleitoral reformulou as datas neste ano de pandemia.

Confira o calendário, a partir desta quarta-feira (16):

16 de setembro

Em primeiro lugar, esta é a data limite para escolha dos candidatos pelos partidos em convenções, que este ano poderão ser virtuais. Além disso, ocorre a decisão sobre coligações, que em 2020 só podem ocorrer na disputa para prefeitos.

26 de setembro

Data limite para partidos e coligações solicitarem à Justiça Eleitoral o registro dos candidatos.

27 de setembro

Em seguida, está autorizado o início da propaganda eleitoral – inclusive na internet.

9 de outubro

Início da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão para o primeiro turno.

27 de outubro

Divulgação pelos partidos políticos; coligações e candidatos; de relatório das transferências do Fundo Partidário, os recursos recebidos, bem como, os gastos feitos.

15 de novembro

Definitivamente, este é o dia da realização do primeiro turno.

20 de novembro

Início da propaganda no rádio e televisão para o segundo turno.

29 de novembro

Segundo turno das eleições.

15 de dezembro

Data limite para encaminhamento à Justiça Eleitoral das prestações de contas dos candidatos e dos partidos políticos.

18 de dezembro

Por fim, esta é a data limite para diplomação dos candidatos eleitos.

Deixe seu comentário

Comments are closed.