Mauá vai tratar lixo de outras 8 cidades

Continua após a publicidade
blank

Foi divulgado pelo Governo do Estado na sexta-feira (31), que foi aprovada a decisão que vai implementar no aterro Lara, uma usina para tratar resíduos sólidos urbanos. De acordo com a divulgação, o lixo será transformado em energia e poderá abastecer centenas de milhares de residências.

A iniciativa é da Unidade de Recuperação Energética de Mauá, que teve o parecer técnico da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) aprovado pelo Conselho Estadual de Meio Ambiente (Consema). A reunião ordinária foi realizada nesta quarta-feira (29), por videoconferência – por conta da pandemia de Covid-19.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Segundo a proposta, a nova usina irá não só prolongar a vida útil do aterro da Lara, mas também produzirá 80 megawats de energia a cada hora. Além disso, a geração será feita através do biogás e poderá abastecer cerca de 250 mil imóveis.

Contudo, a intenção é que sejam tratados os resíduos sólidos urbanos de Mauá, além dos municípios de Diadema; Ferraz de Vasconcelos; Itanhaém; Juquiá; Ribeirão Pires; Rio Grande da Serra; São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul.

Deixe seu comentário