Após polêmicas com SAMU, novas ambulâncias chegam em Mauá

Continua após a publicidade
blank

Na terça-feira (28), foi anunciado pela prefeitura de Mauá, que a cidade deve ganhar cinco ambulâncias novas, para atender a Saúde. A administração divulgou a novidade alguns dias após os protestos, criticando tanto as demissões, quanto os investimentos do município no SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

De acordo com o Paço, os veículos terão a seguinte disposição: dois para remoção de pacientes; duas ambulâncias básicas e uma para atendimento de UTI. Ainda segundo a prefeitura, a nova frota foi necessária, pelo aumento da demanda causado pela pandemia do novo coronavírus.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Além disso, SindSaúde ABC (Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde do ABC) apontou nas últimas semanas que dentre os problemas de Saúde em Mauá, está a a ausência de banheiro para que os profissionais possam usar no dia a dia, ou tomar banho antes de ir para casa.

Do mesmo modo, a falta de recursos e equipamentos – como máscaras, aventais, EPIs, e capacetes para os servidores da chamada motolância.

Por sua vez, a gestão de Atila Jacomussi (PSB), se defendeu alegando que todas as solicitações foram ouvidas e serão atendidas em questão de tempo.

Demissões polêmicas

Quatro profissionais do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), acusaram a prefeitura de demiti-los em meio a pandemia, por questões simplesmente políticas. A dispensa teria acontecido na noite da quarta-feira (08/07). Como resultado da participação dos servidores em live – que debatia a prestação do serviço durante a pandemia na cidade.

Deixe seu comentário