Carnaval é adiado e outros três grandes eventos são cancelados em SP

Continua após a publicidade
blank

Durante coletiva de imprensa desta sexta-feira (24), o prefeito de São Paulo Bruno Covas (PSDB), anunciou o cancelamento da parada LGBTQIA+, bem como da Marcha para Jesus e corrida da Fórmula 1. Por sua vez, o carnaval foi adiado para o final de maio ou inicio de julho.

A parada LGBTQIA+, aconteceu virtualmente no dia 14 de julho e na época, foi adiada para 29 de novembro – data do segundo turno das eleições municipais. No entanto, o evento que segundo Covas movimentou R$ 404 milhões e reuniu 3 milhões de pessoas em 2019, foi cancelado.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Do mesmo modo, a Marcha para Jesus que no ano passado reuniu 3 milhões de pessoas e movimentou R$ 217 milhões foi cancelada. O evento havia sido adiado para o dia 2 de novembro.

Por fim, a prefeitura da capital foi notificada do cancelamento do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, que aconteceria no autódromo de Interlagos. Acorrida estava marcada para o dia 15 de novembro.

Covas afirma que chegou a enviar dados para a organizadora do evento, informado que a cidade estaria em melhores condições do que alguns países da Europa que tiveram os prêmios. Mas, a decisão foi mantida e a administração paulistana tenta prorrogar o contrato, a partir do ano que vem.

Deixe seu comentário