Ações conjuntas das cidades do ABC reduzem impacto do coronavírus

Continua após a publicidade
blank

Iniciativas realizadas de forma conjunta pelas prefeituras de Santo André; São Bernardo do Campo; São Caetano do Sul; Diadema; Mauá; Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra contribuem para a redução do impacto do novo coronavírus (Covid-19) na região.

Ao longo da pandemia, os prefeitos das sete cidades têm se reunido no Consórcio Intermunicipal Grande ABC, por meio de videoconferências, para definir ações regionais de enfrentamento da Covid-19 e reiterado a necessidade de isolamento social e do uso de máscaras como medidas preventivas.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A princípio, uma das iniciativas realizadas pelo Consórcio ABC foi a compra de aproximadamente 14 milhões de equipamentos de proteção individual (EPIs) para os sete municípios. A aquisição incluiu luvas, máscaras descartáveis com três camadas e máscara N95, aventais descartáveis, óculos de proteção e álcool em gel. Posteriormente, a medida foi citada como case durante curso on-line do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP). A aula foi realizada no início deste mês, em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Além disso, os municípios da região promoveram a abertura de hospitais de campanha, contribuindo para a ampliação da oferta de leitos destinados à Covid-19. Conforme dados referentes a esta quarta-feira (24/6), a região conta com 903 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A taxa de ocupação é de 64,3%, e a capacidade hospitalar regional para cada 100 mil habitantes é de 30,3, a segunda maior do Estado, atrás apenas da capital.

Plano São Paulo

Atualmente, o Grande ABC está na fase 2 (faixa laranja) do Plano São Paulo, que trata da reabertura gradual da economia. Como resultado, podem funcionar estabelecimentos comerciais com restrições. A reclassificação da região foi solicitada por meio do Consórcio ABC, que reuniu os indicadores mais recentes relacionados à Covid-19 nas sete cidades e verificou que a região cumpria os critérios determinados para alocação em nova fase da iniciativa.

Após o avanço, chefes dos Executivos municipais deliberaram em assembleia da entidade regional que cada prefeitura publicasse o seu decreto municipal. Sempre de acordo com as peculiaridades de cada cidade e de forma a garantir o cumprimento das normas sanitárias rígidas contra o vírus.

Por fim, o presidente do Consórcio ABC e prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão, ressaltou que o trabalho conjunto tem sido fundamental para o enfrentamento da pandemia na região e que a população deve continuar seguindo as medidas de proteção para evitar o contágio e a propagação do coronavírus.

“O número de 1.000 óbitos pela Covid-19 é uma marca triste para a nossa região, mas o momento é de união e trabalho para salvar vidas e garantir a saúde da nossa população. Os sete prefeitos estão concentrando esforços para superar a pandemia.

Deixe seu comentário