Munícipe com sintomas de Covid-19 critica Hospital de Campanha de Mauá

Continua após a publicidade
blank

Na noite da terça-feira (23) – por volta das 22h, um munícipe gravou um vídeo criticando o Hospital de Campanha de Mauá, bem na porta da unidade. De acordo com o homem, ele estava com sintomas de Covid-19 e queria ser testado, no entanto, não encontrou ninguém na recepção do local.

“Não tem ninguém, o ar condicionado está ligado, mas está abandonado” declarou o homem que não se identificou. Além disso, ele alega que gritou tentando chamar alguém para recebê-lo, porém não obteve respostas. “Já tentei chamar, já gritamos, chamamos o prefeito e até agora nada”.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O munícipe ainda conta que a Guarda Civil Municipal (GCM) estava na entrada do Paço, entretanto, a porta do Hospital estava deserta. “A GCM tá lá na entrada fazendo o trabalho deles, mas aqui não tem ninguém trabalhando, eu preciso fazer o teste porque estou com sintomas”, completou.

A prefeitura de Mauá se defendeu após questionamento da nossa equipe. Segundo a administração municipal, a entrada do rapaz na unidade foi criminosa e medidas cabíveis serão tomadas. Uma vez que colocou em risco não somente ele, como também as vidas internadas no lugar. Ainda, foi declarado que o hospital só funciona de porta aberta até à 19h, conforme é divulgado desde a inauguração.

Confira a resposta completa da prefeitura:

Lamentamos a invasão criminosa do Hospital de Campanha de Mauá, tendo em vista que funciona de porta aberta das 7h às 19h. Tornando-se referenciado após esse horário, ou seja, conforme já divulgado desde a abertura, entre 19h e 7h estará disponível apenas para pacientes transferidos de UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e UBSs (Unidades Básicas de Saúde).

Informamos ainda que, por conta da pandemia e da instalação do Hospital de Campanha ser no Paço Municipal, o acesso ao local, após às 19h, é restrito às equipes de saúde e servidores essenciais da Prefeitura.

Iremos apurar a invasão por meio das imagens de câmeras para tomar as medidas cabíveis. Pois o invasor colocou em risco a si próprio e os pacientes que estavam internados.

Veja o vídeo que foi divulgado nas redes sociais do vereador Fernando Rubinelli (PTB):

Deixe seu comentário