Mauá terá que aumentar isolamento para retorno da economia

Continua após a publicidade
blank

Nesta quarta-feira (27), em coletiva de imprensa realizada no Palácio dos Bandeirantes, o governador do estado de SP, João Dória (PSDB), anunciou a prorrogação da quarentena no Estado de SP por mais 15 dias. Além disso, foi anunciada a retomada das atividades econômicas com flexibilizações progressivas, que serão feitas levando em conta as características de cada município.

“Estamos anunciando a retomada consciente a partir do dia primeiro de junho. A partir do dia 1º de junho, por 15 dias, manteremos a quarentena, porém, com uma retomada consciente de algumas atividades econômicas no estado de São Paulo”, disse Dória.

O retorno das atividades será regional, e dependerá das situações em que cada região apresenta frente ao vírus. Os critérios serão classificados de acordo com conceitos pré-definidos pela secretaria estadual da Saúde e pelo Comitê de Contingência para Coronavírus.

“Ela [flexibilização] será possível nas cidades que tiverem redução consistente do número de casos, disponibilidade de leitos em seus hospitais públicos e privados e estiverem obedecendo o distanciamento social nos ambientes públicos. No entanto, a disseminação e o uso de máscaras permanece obrigatório”, concluiu Dória.

Fases

Dentre as exigências para o retorno progressivo, está a taxa de ocupação de UTIs e total de leitos a cada 100 mil habitantes. Além disso, os casos de internações e mortes também serão levados em conta para o relaxamento – que será divido em fases:

  • 1- vermelha: alerta máximo, funcionamento permitido somente aos serviços essenciais
  • 2- laranja: controle, possibilidade de aberturas com restrições
  • 3- amarela: abertura de um número maior de setores
  • 4- verde: abertura de um número maior de setores em relação à fase 3
  • 5azul: “Normal controlado” – todos os setores em funcionamento, mas mantendo medidas de distanciamento e higiene.

Neste momento a cidade de Mauá se encontra na fase “vermelha” e dentro da nova medida, estaria em fase de alerta máximo. Portanto, manteria os serviços não-essenciais fechados.

No último feriado antecipado no município (segunda-feira 22), o isolamento social na cidade foi de 47%. Dessa forma, precisaria de aumentar em cerca de 13% o índice para progredir nas fases.

Deixe seu comentário

Comments are closed.