Rodízio de veículos é descartado em Mauá

Continua após a publicidade
blank

Foi informado pelo Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, que cidade de Mauá em consonância com as demais prefeituras do Grande ABC, descartaram neste momento, um rodízio de veículos na região como medida para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O tema foi debatido durante assembleia realizada nesta segunda-feira (11/5), por meio de videoconferência.

A redução de frota do transporte coletivo segue em vigor, como medida para desestimular os deslocamentos, afirmou o presidente do Consórcio ABC e prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão. “Os prefeitos decidiram não realizar o rodízio nos mesmos moldes adotados por São Paulo, pois o entendimento é que podemos prejudicar os serviços essenciais nas sete cidades”, explicou.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O novo rodízio de veículos da cidade de São Paulo começou a valer nesta segunda-feira. Após quase dois meses suspensa por causa da pandemia de Covid-19, a iniciativa passa a funcionar em toda a capital paulista e pelo período de 24 horas, além de restringir ainda mais a quantidade de veículos por dia.

Situação epidemiológica no município

De acordo com o último boletim divulgado pela prefeitura na segunda-feira (11) e os atuais dados do site oficial do Estado de São Paulo, a cidade de Mauá registra 380 casos e 33 óbitos pela pandemia do novo coronavírus. Além disso, 1015 pacientes estão em análise e 295 testaram negativo para a doença.

Deixe seu comentário