Assassino de ex-secretário de Esportes de Mauá é condenado a 15 anos

Publicidade

Homem condenado por matar Sandro Pacolla, de 50 anos, secretário de Esportes e Lazer do prefeito de Mauá, Atila Jacomussi, em 2017, foi condenado a 15 anos, seis meses e 27 dias de prisão. O julgamento ocorreu nesta terça-feira (01/10).

Identificado como Carlos Eduardo Castro Zilli, de 38 anos, deu um tiro no rosto e no peito de Sandro, em frente a sua residência no Jardim Maringá em 17 de maio de 2017.

Zilli era vizinho do secretário, eles discutiram por uma suposta promessa de emprego na prefeitura prometida por Sandro que não aconteceu.

O secretário ficou internando e morreu depois de 22 dias. Seu pai, Álvaro Paccola, não resistiu a dor de perder o filho e mais tarde, no dia da morte de Sandro, enfartou e morreu. Os dois foram velados e sepultados juntos.

O caso foi decidido pelo juri popular após 10 horas de julgamento. A sentença foi dada às 21h35.

Deixe seu comentário