No ABC, 71,7% das vítimas de estupro são vulneráveis

Publicidade

A Secretária de Segurança Pública do Estado de São Paulo divulgou na última quarta-feira (25) mais um balanço de criminalidade. No mês de agosto, os dados apontam que dos 53 casos registrados, 28 são com vítimas consideradas vulneráveis.

Diadema foi a cidade com mais casos registrados, nove, um aumento de dois em relação ao mesmo mês do ano passado. Santo André anotou uma alta de seis para oito ocorrências.

Mauá manteve o número de casos, com sete, o mesmo de São Bernardo. Ribeirão Pires teve três casos, dois a mais que em 2018. Já em Rio Grande da Serra no ano passado não foi registrado nenhum caso, enquanto nesse ano foram dois, mesmo número de são Caetano.

Segundo o artigo 217-A, do Código Penal, ter relações sexuais ou praticar outro tipo de ato libidinoso com menores de idade causa uma pena entre oito e 15 anos de prisão.

Deixe seu comentário