Em sessão agitada, vereadores votam projeto sobre transporte escolar

A sessão ordinária que aconteceu nesta terça-feira (13) na Câmara Municipal de Mauá, rendeu muitas discussões ligadas a categoria dos transporte escolares.

Na pauta desta terça-feira estava prevista a votação de um item que regulamenta o sistema de transporte escolar, a Mensagem Aditiva da prefeita Alaíde Damo (MDB), permite que o poder executivo defina a quantidade vans escolar a atuar no município a partir de um decreto.

Na Câmara Municipal haviam muitos participantes da categoria e alguns minutos após o início, os vereadores interromperam a sessão por cerca de 50 minutos. A reunião tinha como objetivo se reunir com alguns integrantes da categoria que estavam presentes.

Após o intervalo, o vereador Bodinho (PRP) pediu para que fosse feito uma reunião da categoria junto do governo e a Secretária de Transportes antes de qualquer votação, alegando que com o voto favorável daria um “cheque em branco” para o governo decidir o número de vans. O vereador ainda sugeriu que a votação do item fosse adiada por quatro sessões.

Durante a votação do pedidio de adiamento houveram algumas confusões sobre os votos. A princípio os vereadores haviam votado para que a votação fosse adiada, porém, mesmo com a indignação do vereador Ricardinho da Enfermagem (PTB), alegando que a votação já estaria decidida, o líder de governo, Adelto Cachorrão (Avante), pediu para que houvesse uma revisão dos votos, resultando em 16 votos contra o adiamento.

Por fim, o item foi colocado em votação e aprovado com 16 votos. Na sexta-feira (16) haverá uma reunião entre a categoria, os vereadores e os representantes do Governo.

Deixe seu comentário