Mesmo com liminar contra, prefeita de Mauá assina contrato com AMG

Continua após a publicidade

A justiça de Mauá concedeu uma liminar no último sábado, que proíbe que o governo de Mauá desfaça o contratato com a FUABC, e que realize qualquer contratação emergencial para uma nova OSs.

Apesar da liminar, a prefeita de Mauá, Alaíde Damo (MDB), assinou na sexta-feira (09) um contrato emergencial, sem licitação, com a OS (Organização Social) AMG (Associação Metropolitana de Gestão) para a gerência da saúde no município.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Segundo a decisão do juiz Glauco Costa Leite, da 3ª Vara Cível de Mauá, responsável pelo caso, não há base legal para a contratação de uma nova OSs, já que a FUABC já atua no município. O juiz deu 180 dias para que o município conclua a licitação sob pena de multa diária R$ 50 mil.

A prefeitura de Mauá, por meio da assessoria de imprensa alegou que não foi notificada sobre a decisão e que tomará medidas após ser oficializada a decisão.

Deixe seu comentário