Mauá rompe com Fundação do ABC e assina novo contrato

Continua após a publicidade

Após romper com a FUABC, o atual governo de Mauá assinará hoje um contrato emergencial com a AMG (Associação Metropolitana de Gestão), para cuidar da gestão da saúde no município.

O tempo de contrato ainda não foi definido, porém, há a possibilidade de que dure somente até o prazo para a escolha de uma OSs (Organizações Sociais) definitiva. O valor pago será de R$ 14,3 milhões ao mês para que a empresa administre as UBSs (Unidades Básicas de Saúde), UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) 24 horas e o Hospital de Clínicas Doutor Radamés Nardini.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O imbróglio com a Fundação do ABC já se estendia desde a gestão do ex-prefeito, Átila Jacomussi. O valor do acordo entre FUABC e Prefeitura era de R$15,3 milhões ao mês, onde segundo a Fundação, o valor não estava sendo pago pela prefeitura.

Deixe seu comentário