Bombeiros de Mauá estão sem alimentos e manutenção em prédios

Publicidade

Funcionários dos quartéis do Corpo de Bombeiros de Mauá, localizados no Jardim Zaíra e Vila Nôemia, estão sem alimentos e sem manutenção nos prédios a cerca de 11 meses.

Os problemas começaram quando o convênio entre a Prefeitura e o governo do Estado venceu e não foi renovado. Segundo os funcionários dos quartéis, um acordo assinado a 30 anos entre as administrações, define que o estado é responsável pela formação dos profissionais e os pagamentos mensais de salários e benefícios, enquanto a prefeitura cuida de investimentos na manutenção de estruturas e no fornecimento de alimentação para as unidades.

A Prefeitura de Mauá divulgou que na manhã da última quarta-feira (26), representantes da administração se reuniram com profissionais do 3° Subgrupamento dos Bombeiros para resolver os problemas da renovação. A prefeitura revelou que vai avaliar os ajustes feitos em minuta do convênio e assinar o novo acordo até a tarde de hoje. Após a assinatura, o acordo será encaminhado ao governo que tem prazo de 30 dias para assinar a papelada.

A Secretária Estadual da Segurança Pública (SSP), responsável pelo Corpo de Bombeiros de São Paulo, informou que trabalha para renovar o convênio e acertar os últimos detalhes do acordo.

Deixe seu comentário

Comments are closed.