Julgamento do caso Renata é marcado para julho

Publicidade

O julgamento dos acusados pelo assassinato da adolescente Renata Miguel, Roseane Carla dos Santos Silva e José Nilson da Costa foi adiado para o dia 4 de julho, às 10h, mas o local ainda não foi decidido.

O julgamento anteriormente marcado para o dia 25 de abril, foi remarcado para o dia 4 de julho. Segundo o juiz do caso, Marco Sestini, o adiamento aconteceu por conta de um pedido do advogado de defesa da acusada, Rogério dos Santos, que assumiu o caso dois dias antes do julgamento.

O assassinato da menina Renata aconteceu em novembro de 2013, ela foi atraida até a casa dos suspeitos por uma proposta de emprego como manicure. Ela foi encontrada morta por motivo de overdose na casa dos acusados, que fugiram e só foram presos em 2016, após 3 anos foragidos.

O caso já se estende por 6 anos, Angelita Miguel, mãe da vítima, relatou ” É difícil precisar reviver toda a situação, sofrer essa agonia novamente. Já passaram 6 anos, nos preparamos para chegar esse dia e foi adiado.”.


Deixe seu comentário