Categories DestaqueEducação

Rede pública de ensino de Mauá comemora 40 anos

A Prefeitura de Mauá comemora em 2019, 40 anos da rede pública de ensino. São quatro décadas de muitas conquistas para a cidade e, principalmente, para a população. A Administração quer homenagear os educadores, realizando uma celebração em quatro etapas, com início nesta segunda-feira (15), às 19h30, no Teatro Municipal, e término apenas no Dia do Professor, em 15 de outubro.

Desde o início da atual gestão, muitos avanços também foram comemorados como a evolução funcional das ADIs (Ajudante de Desenvolvimento Infantil), que possuem aumento salarial e progressão de carreira, formação continuada aos professores, implementação do novo currículo de educação infantil (único na região), além da construção de três escolas (E.M. Alice Túlio Jacomussi, E.M. Martin Luther King Jr e a E.M. Alberto Betão Pereira Justino), aumentando o número de vagas em mais de 3 mil. 

Para o prefeito Atila Jacomussi, a educação é um dos pilares que move a cidade. “Pensar em políticas públicas para os educadores é levar qualidade de ensino às crianças. Temos muito o que comemorar e elaboramos uma surpresa que vai beneficiar novamente estes profissionais ainda neste primeiro semestre”, afirmou.

A diretora da E.M. Alice Túlio Jacomussi, Renata Evangelista, tem um sentimento especial pelas crianças da escola que administra. “Sei que não posso me apegar a elas e à escola, mas é impossível não ter o sentimento de pertencimento e querer melhorar o ambiente escolar a cada dia. Eu amo o que faço e com amor, tudo se transforma”.

Breve histórico da educação

Nos anos 50, o Estado era quem cuidava da educação de Mauá e em 1979 foi instituída uma coordenadoria de educação ligada ao município. Pela primeira vez era possível organizar a educação de acordo com a necessidade da população.

As salas de aula eram emprestadas à cidade, mas no final da década de 80, Mauá deu início a construção de escolas próprias e nos anos 90 houve concursos para contratação de professores e outros profissionais de educação.

Em 1997, há um marco, a Secretaria de Assistência Social, responsável pelo antigo “prezinho”, passa o ensino para a Secretaria de Educação e em 1998, Mauá vira sistema de ensino, passando a ter supervisão própria com políticas públicas sem o Estado.

Deixe seu comentário