Na tarde desta quinta (07) os munícipes de Mauá resolveram comparecer a sessão ordinária na Câmara dos Deputados com nariz de palhaço, apitos e cartazes em mãos.

O protesto faz referência a taxa do lixo que já é assunto rotineiro na vida de muitos mauaenses. Segundos os protestantes, o governo de Mauá tem uma dívida por conta da falta de repasse, e não pelo pagamento por parte dos munícipes. Nos cartazes haviam frases como “Taxa do lixo Serviço Fantasma” e ” Contra a Taxa do Lixo”.

A taxa do lixo se tornou assunto entre os habitantes de Mauá desde o meio do ano passado quando muitos munícipes pediram a retirada da taxa da conta de água, assim feito pela prefeitura. Os carnês só começaram a sair no início de janeiro unindo os valores de 2018 e 2019.

Essa cobrança foi definida por um lei assinada pelo prefeito Átila Jacomussi em dezembro de 2017. A ideia é de que a população pague pela coleta de lixo, assim como funciona com outros serviços.

Deixe seu comentário