Em sessão extra realizada na quarta feira (27) pelo vereador Manoel Lopes, na Câmara de Mauá, foi discutido sobre a taxa do lixo, o aumento do IPTU e falta d’água em algumas regiões de Mauá.

Muitos munícipes comparecem a sessão com os carnês em mãos, reivindicando o aumento excessivo dos preços. A confusão começou no meio do ano passado quando alguns munícipes pediram para que a taxa do lixo fosse retirada da conta de água, assim feito pela prefeitura. Os carnês só começaram a sair no início de janeiro unindo os valores de 2018 e 2019.

Coletiva de imprensa na camara de Mauá, nesta quarta-feira (27), com foco no aumento da taxa do lixo, aumento de IPTU e falta d’agua. FOTO: João Damásio / MauáAgora

Em sessão, o secretário de finanças Valtermir Perreira, disse que as taxas são necessárias para amortizar parte da despesa do lixo, além da coleta do lixo domiciliar, que o valor cobrado era o que estava aprovado para aquele ano e que em 2019 houve um novo cálculo e a redução da taxa.

O vereador Bodinho ainda questionou o secretário sobre a calamidade econômica anunciada pela ex prefeita Alaide Damo, e quais providências foram tomadas.

Deixe seu comentário