A médica cubana Laydes Sossa Gonçalves, 37, foi assassinada pelo marido Dailton Gonçalves, 45, com golpes de chave de fenda após uma discussão na tarde do último domingo (3). O crime ocorreu na residência onde os dois moravam, no Jardim Olinda, em Mauá.

Segunda a Polícia Militar, os dois tiveram uma discussão por motivos desconhecidos. No meio da briga, Dailton desferiu diversos golpes de chave de fenda na esposa. Ao perceber que Laydes já estava morta, o vigilante colocou o corpo em um carro e seguiu até a Estrada dos Fernandes, em Ribeirão Pires. Gonçalves enterrou o corpo na mata, nas margens da estrada e tomou o caminho de volta pra casa.

Parentes da médica já haviam acionado a polícia informando que Laydes havia sido morta e forneceram a placa do carro do vigia. Após patrulhamento, uma equipe de policias localizou o veículo. Durante a abordagem, militares constataram várias marcas de sangue no interior do carro e questionaram Dailton, que logo confessou o crime. O autor do crime levou os oficiais até o local onde havia abandonado o corpo.

Dailton foi preso em flagrante e levado ao 1º DP de Mauá, onde foi indiciado por homicídio qualificado, com agravantes de feminicídio e ocultação de cadáver. O casal tinha um filho de apenas cinco meses, que ficará com parentes da vítima.

Deixe seu comentário