Mauá participou do estudo “Melhores Cidades para Fazer Negócios” elaborado pela Urban Systems para a revista Exame. A pesquisa analisa o potencial de desenvolvimento econômico das cidades, considerando os municípios com as melhores oportunidades para se investir e Mauá está bem colocada no ranking.

A pesquisa, que está em sua 5ª edição, verificou as cidades com mais de 100 mil habitantes em 2017, o que totaliza 310 cidades brasileiras. Para a realização do estudo foram feito quatro recortes, focando nas melhores cidades em relação ao desenvolvimento econômico, capital humano, desenvolvimento social e infraestrutura. No quesito desenvolvimento social, Mauá saiu da posição 88ª em 2017 e foi para 61ª em 2018, um salto de 27 colocações, estando a frente de outros 249 municípios.

O crescimento se deu por diversos fatores entre eles o reflexo social do desenvolvimento da cidade. Os municípios se movimentam no ranking de acordo com a melhora ou piora dos seus indicadores, desta forma, a mudança de posições são relacionados aos investimentos realizados na própria cidade.

Outros dados relevantes apurados pela Rais (Relação Anual de Informações Sociais) e pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) foi o aumento total de empregos entre 2016 e 2018, em que a média brasileira foi de 0,48% e em Mauá 0,86%. A população economicamente ativa no Brasil representa 69%, enquanto que em Mauá é de 72% e a renda média de trabalhadores formais também é maior na cidade: R$ 2732 no país, contra R$ 2830 em Mauá.

Por que Mauá é uma ótima cidade para se investir?

O Ranking das Melhores Cidades para Fazer Negócios é calculado por meio da metodologia de análise estatística chamada IQM® (Índice de Qualidade Mercadológica), que serve como parâmetro para a qualificação de um determinado mercado, sintetizando variedade de informações populacionais, comerciais, urbanísticas, econômicas e infraestruturais.
O Índice de Qualidade Mercadológica é construído quando o objetivo é prospectar e hierarquizar as melhores áreas potenciais para investimentos. A base comum possibilita que importantes fatores sejam cruzados entre si, permitindo uma análise consistente da dinâmica do mercado.

Deixe seu comentário