Filho de ex-vice prefeito de Mauá é preso

O empresário Murilo Finardi Pires, filho do ex-vice prefeito de Mauá e atual secretário de saúde de Santo André, Márcio Chaves Pires (PSD), teve prisão preventiva decretada pela Operação Callichirus, desdobramento da Operação Sevandija. Murilo é suspeito de ser laranja de Marco Antonio dos Santos, ex-gestor do Departamento de Água e Esgoto de Ribeirão Preto. A defesa nega.

O filho do ex-vice prefeito foi preso em Mauá e levado para o Centro de Detenção Provisória de Ribeirão Preto. A prisão foi decretada a pedido do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado). A acusação parte do ponto que a empresa na qual Murilo é dono, a MPM Consultora em Projetos e Engenharia, teria sido utilizada para que R$ 2 milhões chegassem a Marco Antonio. A empresa tinha contrato com Aegea, empresa de saneamento que tinha ligações com o governo de Dárcy Vera, ex-prefeita de Ribeirão Preto e que está presa acusada de corrupção nas primeiras etapas da Operação Sevandija, que investiga desvio de dinheiro em sua administração em Ribeirão Preto.

Ainda segundo as investigações, Murilo teria adquirido um apartamento no litoral paulista e que posteriormente foi trocado por um flat em um bairro nobre da capital paulista. Agentes afirmam ter provas comprovando que Murilo foi laranja e que os imóveis pertenciam Marco Antonio.

A linha de defesa será mostrar que Murilo é proprietário real do imóvel.

Deixe seu comentário

Comments are closed.