Filho de ex-vice prefeito de Mauá é preso

Continua após a publicidade
blank

O empresário Murilo Finardi Pires, filho do ex-vice prefeito de Mauá e atual secretário de saúde de Santo André, Márcio Chaves Pires (PSD), teve prisão preventiva decretada pela Operação Callichirus, desdobramento da Operação Sevandija. Murilo é suspeito de ser laranja de Marco Antonio dos Santos, ex-gestor do Departamento de Água e Esgoto de Ribeirão Preto. A defesa nega.

O filho do ex-vice prefeito foi preso em Mauá e levado para o Centro de Detenção Provisória de Ribeirão Preto. A prisão foi decretada a pedido do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado). A acusação parte do ponto que a empresa na qual Murilo é dono, a MPM Consultora em Projetos e Engenharia, teria sido utilizada para que R$ 2 milhões chegassem a Marco Antonio. A empresa tinha contrato com Aegea, empresa de saneamento que tinha ligações com o governo de Dárcy Vera, ex-prefeita de Ribeirão Preto e que está presa acusada de corrupção nas primeiras etapas da Operação Sevandija, que investiga desvio de dinheiro em sua administração em Ribeirão Preto.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Ainda segundo as investigações, Murilo teria adquirido um apartamento no litoral paulista e que posteriormente foi trocado por um flat em um bairro nobre da capital paulista. Agentes afirmam ter provas comprovando que Murilo foi laranja e que os imóveis pertenciam Marco Antonio.

A linha de defesa será mostrar que Murilo é proprietário real do imóvel.

Deixe seu comentário

Comments are closed.