No começo do mês de setembro, o candidato a deputado federal Junior Orosco (PDT), teve sua candidatura indeferida pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) com base nas inelegibilidades e incompatibilidades definidas pela Lei da Ficha Limpa.

Na eleição do último domingo (7), Orosco teve 30.418 votos. Por isso, a defesa do pedetista vai até o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) brigar pela vaga na bancada paulista na Câmara dos Deputados.

Caso o TSE reverta a situação e a recontagem dos votos o coloque em posição favorável, Orosco se juntaria a Alex Manente (PPS), Luiz Carlos Motta (PR) e Vicentinho (PT) como deputados federais pelo ABC. A defesa aguarda data de julgamento resolver a situação do candidato.

Deixe seu comentário