Municípios do Grande ABC perdem sistema de vans escolares

O início deste ano foi de grande preocupação para pais e mães que têm seus filhos na rede estadual de ensino, visto que alguns bairros de três principais cidades (Ribeirão Pires, Santo André e Rio Grande da Serra) estariam sem as vans escolares gratuitas para levarem seus filhos até a escola. O serviço, que estava disponível até o ano passado, foi cortado para quem mora a menos de dois quilômetros da unidade de ensino.

“Isso é muito grave porque as crianças têm que passar no meio da mata, em estrada de terra, por avenida movimentada, onde há torre de eletricidade. Está muito perigoso”

– Teria afirmado o aposentado Romildo Aparecido de Souza, de 55 anos, representante de uma das comissões de pais localizada em Rio Grande da Serra.

Quanto a situação dos município, a Secretaria Estadual de Educação informou que Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra e no próprio município de Mauá a Diretoria de Ensino de cada cidade irá avaliar os casos e que, se houverem barreiras físicas no trajeto, o transporte poderá ser restabelecido.

Atualmente, Mauá não possui sistema de vans escolares suficientes para transportar todas as crianças que necessitam. Durante a última Sessão Ordinária, realizada na terça-feira (13), vereadores chegaram a pedir, novamente, o prefixo para que as vans que estão estacionadas possam trabalhar.

 

Deixe seu comentário